Sunday, November 04, 2007

catacredos

não tenho ser nem honra
nem fé nem lei
a faca do crime
que não sei
nenhuma idéia
ou meia na mala
e enquanto tarda
azia das horas
a dor que sinto
não estala
a morte que vivo
vai embora
escrava cardíaca
réu do desejo
para o decurso
das coisas tolas
não há nada além
do que vejo
feixe de nervos
nau sem mar sem proa
sou muitas mentiras
uma só pessoa

Erly Welton Ricci

1 comment:

Erly Welton said...

não sabia que você tinha publicado este 'catacredos' e simto-me imensamente grato por isso. estou voltando ao meu blog devagar, mais por exigência dos leitores que, acredite, me deram uma sonora bronca por ter abandonado aquele espaço. Agora em dezembro publico o livro 'mitofobia' com poemas temáticos sobre o peso dos mitos e das mentiras, alguns dos quais postados no 'diarréias'. o livro sai pela 'editora dos recusados', do poeta jairo pereira. Um grande abraço