Monday, January 28, 2008

Dois poemas de Alex Mattioli

Astrologia

Se em vagos zodíacos
I-N-U-M-E-R-Á-V-E-I-S efemérides
Contabiliza minha ciência,

Meu novelo de cristal desvenda o gato.

***

Mãezinha

Vê-se bem,
Mal se imagina:
Carinho de mãe,
Cara de menina.

Chega a noite.
“Vem me ninar”,
Finjo dormir
Pra fingir acordar.

Mas ouço trovões,
A luz não acende…
Grito, berro!
Mamãe não me atende.

Calo o meu choro,
Acendo uma vela…
Extingue-se a chama
Dos cuidados dela.

Alex Mattioli

2 comments:

Alex Mattioli said...

Obrigado, Wilson.
Estimulante, este espaço.
Um Abraço.

OleSchmitt said...

Muito, muito bonitinha e carinhosa essa trova que não é trova. Bem achada.